O que faz um desenvolvedor e como ele pode ajudar sua empresa?

Tempo de leitura: 1 minuto

É fato que ter uma empresa significa pensar toda uma logística de funcionamento. Desde montar a equipe até a parte administrativa, são muitos os processos envolvidos nesse contexto. Porém, essa pode ser uma tarefa ainda mais difícil quando não se tem uma tecnologia que atenda às necessidades organizacionais. E, para resolver isso, é essencial ter um desenvolvedor de sistemas.

Mas você sabe qual é a função desse profissional? Neste post, você vai entender mais sobre o que ele faz e como o seu trabalho pode facilitar – e muito – os processos dentro de uma organização.

Principais funções do desenvolvedor

Dificilmente uma empresa sobreviveria de forma eficiente sem a participação de, pelo menos, um desenvolvedor em seu quadro de funcionários. E isso se aplica a todos os tipos de empreendimentos.

Afinal, ter soluções tecnológicas que facilitem o desenvolvimento de processos organizacionais permite avanços e crescimento mais rápido de uma organização.

Como o próprio nome já diz, o desenvolvedor tem como papel desenvolver soluções quando o assunto é tecnologia dentro de uma empresa. Ele é responsável por criar sistemas que facilitem grande parte dos processos organizacionais, como o administrativo, o comercial e o financeiro.

A atuação desse profissional é importante, pois é ele quem compreende, executa, realiza a manutenção e corrige possíveis erros de programas, plataformas e linguagens que auxiliam nos serviços da empresa.

Formação acadêmica

Para ter – e também oferecer – um serviço de qualidade, as empresas prezam pela seleção de profissionais graduados e qualificados para sua equipe. E com os desenvolvedores isso não poderia ser diferente.

Por isso, é importante contar com pessoas que possuam o conhecimento adequado para essa vaga. Normalmente, esse profissional é graduado nos cursos de Análise e Desenvolvimento de SistemasSistemas da Informação, Engenharia da Computação ou Ciências da Computação.

Além disso, é muito importante que ele possua conhecimento mais abrangente para se adequar à multidisciplinaridade de seu trabalho. Lógica e áreas como gerência e negócios são saberes considerados diferenciais nesse profissional.

RECEBA GRÁTIS

Como contratar o desenvolvedor ideal

Primeiramente, é fundamental observar se os valores do candidato estão alinhados com os princípios e interesses da empresa. Afinal, de nada adianta contratar um profissional que poderá não atender aos objetivos de sucesso da organização, não é mesmo?

E os membros de recursos humanos de uma empresa também sabem: diploma nem sempre é tudo. É claro, ele ajuda a selecionar pessoas aptas a exercerem uma profissão.

Porém, é importante também selecionar candidatos qualificados e que procuram se atualizar a todo momento. Aqueles que possuem cursos extras e pós-graduação são ainda mais valorizados para atuarem como desenvolvedores.

Considere ainda contar com a ajuda do gestor da área de desenvolvimento da empresa para ajudar na seleção de um bom profissional. Isso porque é essencial aplicar testes práticos a fim de medir o conhecimento dos candidatos.

Mas, se mesmo antes de todo esse processo, sua principal dúvida é como ter acesso ao currículo de candidatos que se adequem aos interesses da empresa, por que não contratar uma plataforma que o auxilie nisso?

Existem plataformas especializadas nesta função. A Vulpi é uma delas: ela tem como objetivo te ajudar a encontrar o desenvolvedor ideal para a sua empresa. Com a Vulpi, é possível ter acesso ao currículo de candidatos cadastrados na plataforma e escolher o que mais se encaixa nos pré-requisitos.

Agora que você já sabe o que exatamente faz um desenvolvedor, confira nesse post dicas para otimizar o processo de seleção desse profissional na sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *