RH e T.I.: como fazer a conexão estratégica entre as áreas

Tempo de leitura: 12 minutos

Distantes, muitas vezes as áreas de RH e T.I. pouco interagem dentro de uma organização. Normalmente, as áreas conversam apenas quando um novo sistema é necessário, para abrir um processo de contratação ou mesmo para pedir uma ajuda técnica “dos meninos da T.I.”

Essa questão, além de revelar um estereótipo de gênero na área, também demonstra algo grave: há pouco diálogo entre os setores dentro das empresas, e cada vez mais exigência de tecnologia no mercado.

Para te ajudar a construir um RH mais estratégico e orientado à tecnologia, criamos este guia para dialogar melhor com a equipe de TI.

Este conteúdo será 100% dedicado para que você entenda tópicos fundamentais, como:

  • Por que o RH precisa dos profissionais de T.I.?
  • Calma, o que é T.I. mesmo?
  • Como vai o mercado de tecnologia no Brasil?
  • Qual a relação da transformação digital com essa união?
  • MATERIAL EXTRA: Plano de ação para fazer a união entre RH e T.I.

Exatamente, temos dicas reais para compreender o mercado de T.I.

Vamos trazer um roteiro do que os profissionais de recursos humanos precisam fazer para acompanhar essa área.

Por que o RH precisa dos profissionais de T.I.?

Você consegue me dizer o quão importante é a união do RH com a T.I. ?

Veja, quanto mais próximo(a) você estiver da área de tecnologia, mais fácil será o seu entendimento da equipe, do mercado e de ações de inovação necessárias para a sobrevivência de uma organização.

Por exemplo: ao identificar o que os desenvolvedores da sua empresa pensam, você consegue reter, desenvolver e contratar.

E mais, precisamos entender que a tecnologia não traz prejuízo algum à essência de RH.

Ao contrário, a combinação desses importantes instrumentos vem trazendo mudanças aos atuais modelos de gestão, tornando-os ainda mais próximos e mais humanos.

Não se esqueça, a tecnologia vem assumindo cada vez mais um papel de destaque na otimização do tempo e de recursos, garantindo resultados potentes com baixo investimento.

Quanto mais os processos são menos burocráticos e mais simples, melhora a rotina dos colaboradores, com maior motivação e engajamento.

Alguns exemplos benéficos de RH ♥ TI

Arquivos em nuvem : armazenar arquivos em nuvem é uma boa solução para equipes de RH que trabalham em conjunto em determinadas tarefas. Imagina conseguir fechar uma folha de pagamento fora do escritório?

Avaliação de desempenho: avaliações de desempenho são ótimas, mas você consegue extrair dados generalistas, como quem está abaixo da média, em que áreas ou mesmo cruzar com o nível de absenteísmo? O setor de T.I. pode te ajudar com o que chamamos de people analytics.

Software de RH: ferramentas para controle de DP, como a XERPA, comunicação interna e folha de pagamento são alguns recursos que um software pode disponibilizar para o RH.

Recrutamento e seleção: plataformas de inteligência artificial, como a Vulpi 🦊, podem ajudar no processo de recrutamento e seleção.

Então, ao invés de buscar a TI apenas por suporte, a relação entre as áreas deve ser cada vez mais próxima e proativa 😉

Isso porque os exemplos que abordamos servem do ponto de vista do RH.

Quando pensamos em T.I. como protagonistas, podemos elaborar exemplos como um novo mindset de trabalho e produtividade, programas de treinamento personalizados, flexibilidade e engajamento.

RH e T.I. devem andar juntos. Isso vai interferir diretamente no sucesso da organização, independente de qual seja o porte ou segmento sua empresa tem.

Mas você precisa saber o que realmente é T.I. para fazer o melhor dessa união, certo?

Calma, o que é T.I. mesmo?

Tecnologia da Informação ou T.I., é o conjunto de atividades e soluções envolvendo hardware, software, banco de dados, e redes que atuam para facilitar o acesso, análise e gerenciamento de informações. Resumindo, a T.I. foi criada para auxiliar o ser humano a lidar com informações.

RH, você sabe o que é feito por profissionais de T.I. ?

Existem diversos segmentos para atuar. Veja algumas áreas listadas abaixo:

  • Redes;
  • Programação;
  • Suporte técnico;
  • Segurança da Informação;
  • Análise de Sistemas;
  • Infraestrutura e Hardware.

Cada área tem seu papel e sua importância. E saiba, os cargos de T.I. estão entre os mais bem remunerados no mercado — e existem mais vagas do que profissionais qualificados para preenchê-las.

As áreas consideradas mais comuns para se atuar em T.I. são a de operação de computadores, administração de redes, suporte técnico e desenvolvimento de apps e softwares.

Cada uma possui um enfoque diferente e pede por uma especialização distinta para o melhor desenvolvimento dessas habilidades.

(É por isso que muitas vezes alguém pode te olhar torto quando você pede ajuda com a impressora).

Você precisa conhecer as competências das áreas. Não só na hora de contratar, mas também para desenvolver projetos inteligentes e saber a quem procurar.

Competências

A formação dos profissionais de T.I. é um fator de peso na hora da contratação, programas de treinamento e retenção. Estar atento(a) a quais são os melhores certificados para os desenvolvedores faz toda a diferença na escolha.

Listamos alguns dos certificados mais valorizados no mercado.

Também é importante saber que áreas como:

  • App/software;
  • Operação e suporte técnico;
  • Administração de sistemas;
  • Segurança da informação;
  • Administração de redes.

São as que mais precisam de profissionais para os próximos anos.

Como vai o mercado de tecnologia no Brasil?

Em 2018, houve um crescimento expressivo do setor no país, cada vez mais centrado no desenvolvimento de softwares e serviços de T.I.

Isso é explicado pelo aumento das startups nos últimos anos. O aumento na busca por inovação por parte das grandes empresas nacionais das indústrias financeira, manufatureira e de serviços prepara o terreno para a disrupção.

A tendência é que o crescimento continue em 2019, com investimentos voltados para o mercado de T.I.

No presente, o Brasil é o maior mercado do mundo e tem a representatividade de 36.5% das vendas totais do Setor na América Latina, segundo dados apontados pela ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software).

Isso mostra que o Brasil está seguindo as tendências globais, uma grande expansão do segmento de software e serviços de T.I.

Ao mesmo tempo o mercado de hardware está mostrando sinais de maturidade.

E a sua reação não pode ser aguardar ou buscar profissionais para resolver problemas:


Há um ditado em T.I. que diz “software é o que a gente xinga, hardware é o que a gente chuta”.

Mas de criar soluções junto com eles!

Tudo isso vem embalado por uma palavra-chave que você já deve ter lido por aí: transformação digital.

Qual a relação da transformação digital com essa união?

A transformação digital nada mais é do que um processo no qual as empresas fazem uso da tecnologia, buscando melhorar o desempenho, aumentar o alcance e garantir resultados melhores.

É uma mudança completa na estrutura das organizações, a partir da qual a tecnologia passa a ter um papel estratégico central, e não apenas uma presença superficial.

Durante o texto, ficou fácil entender que quanto mais próximo às áreas de RH e T.I. estiverem, melhor será o desempenho da empresa e dos colaboradores.

As mudanças na área de RH estão cada vez mais visíveis e continuarão assim durante os próximos anos.

Capacitar e alinhar seu time aos propósitos organizacionais é de grande importância para que sua empresa alcance o sucesso. E é um bom passo inicial para começar a demonstrar que o RH realmente se importa.

Precisa de mais dicas? De mais material prático? Ora…

MATERIAL EXTRA: Plano de ação para fazer a união entre RH e T.I.

São várias as maneiras que podem despertar uma aproximação natural entre as equipes. Você pode começar com algo simples, conversando mais com os colaboradores da área de T.I, que por sua especificidade, criam uma espécie de subcultura organizacional.

Veja alguns exemplos do que pode ser feito na prática:

Busque conhecer mais o mundo da tecnologia

Você consegue dizer qual o tipo de tecnologia que seu time de desenvolvimento trabalha? Ou mesmo quais são as dificuldades de infraestrutura e hardware que a organização têm?

Entender as dores das equipes de tecnologia pode deixar o RH mais empático e ativo para resolver as questões, que poderiam não chegar espontaneamente.

Não descarte rever sua pesquisa de clima ou e-NPS para contemplar questões específicas deste time ao longo dos seus questionários 🙂

Interaja com profissionais de TI de dentro e fora da empresa

Não basta conhecer os insights da sua empresa, mas conseguir entender o mercado de tecnologia como um todo. Um ótimo exemplo de como fazer isso é aproximar suas redes sociais deste público.

Veja o exemplo dos profissionais de RHTec da Vulpi no LinkedIn:

 

Paula Lanza | RHTech na Vulpi

Estes posts são feitos para entender o público de tecnologia e além de gerarem ideias, trazem conteúdo relevante para a comunidade.

Foi a partir dessas interações, que muitos materiais surgiram, como Recrutamento e seleção: 5 erros terríveis que assustam candidatos de TI e Mulheres desenvolvedoras: entenda o gap de gênero do mercado.

Conheça a realidade salarial dos profissionais de T.I.

O setor de tecnologia é um dos que menos sofrem com crises. Justamente, porque o fruto do seu trabalho é o que costuma resolver declínios econômicos, já que enxugam custos e automatizam processos.

Cada vez mais procurados por empresas e startups, estes profissionais têm níveis salariais bem acima do mercado, e também conseguem entradas para empreender com facilidade.

Logo, oferecer salários abaixo do mercado ou deixar de preocupar-se com o bem estar laboral de um profissional de T.I. é confirmar o alto turnover do setor. As estimativas calculam que 13,2% de profissionais deixam os empregos todos os anos.

Precisa de ajuda com essa estimativa?

Ofereça mais do que um salário

Já ouviu falar no site Key Values?

Este site ajuda desenvolvedores a encontrar empregos com base em seus valores, além de permitir que eles aprendam mais sobre a cultura de uma equipe antes de se candidatar para as vagas.

No gráfico abaixo, você consegue visualizar os 15 principais valores escolhidos:

Há uma grande ênfase em:

  • Trabalho e equilíbrio de vida;
  • Código de alta qualidade;
  • Equipe diversa;
  • Membros da equipe;
  • Trabalho remoto;
  • Trabalho flexível.

Não se esqueça dos happy hours

Sair com os colegas de trabalho depois do expediente melhora o clima e da confiança entre os colegas. Além de ser um motivador, as pessoas estreitam suas relações e tornam o dia-a-dia mais descontraído no trabalho.

Crie um plano de T&D personalizado

O setor de T.I. tem um ritmo de aprendizado muito mais acelerado do que qualquer outra área da sua empresa. Lançamento de frameworks, atualizações de sistemas e novas versões de linguagens exigem uma alta flexibilidade de aprendizado no dia a dia, na frente do computador.

Logo, não é só necessário incentivar este aprendizado, mas criar todo um plano de treinamento e desenvolvimento (T&D) que torne esse ritmo contínuo — e altamente motivador.

E não se engane, essas ações não são necessariamente caras. A própria comunidade de tecnologia se organiza em prol do aprendizado. São exemplos dos meetups, projetos open source e hackathons, que estão ficando cada vez mais populares para solucionar problemas.

Busque ajuda para contratar

Não há nada que frustre mais sua equipe e o desenvolvimento de um projeto do que uma contratação errada.

Pessoas que não compartilham dos valores da sua empresa ou não demonstram o nível de conhecimento necessário para trabalhar com o ritmo necessário não só frustram as expectativas, como custam caro.

Você não é obrigado(a) a saber tudo sobre tecnologia ou mesmo aplicar um teste técnico, mas pode contar com ajuda da sua equipe ou mesmo de uma consultoria especializada para deixar esse processo mais direcionado.

RECEBA GRÁTIS - GUIA COMPLETO

Sabendo da realidade do mercado e a importância da união de RH e T.I., aqui na Vulpi nós estamos preparados para ajudar a sua empresa na hora da contratação, fazendo toda a busca para promover de forma satisfatória o match entre profissionais e empresas.

Gostou do nosso conteúdo? Deixe o seu comentário e assine a newsletter para receber insights como esse 🙂.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *